domingo, 23 de janeiro de 2011

Viagem Off Road

Fui convidado para fazer uma viagem por terra neste fim de semana, de Brasília à Cavalcante/GO (370 km). Apesar de um pouco de receio estava confiante que não seria tão difícil já que havia motos maiores que a minha (1 BMW 800 e 2 BMW1200). Grande engano...

Saímos cedo no sábado com intenção de chegar ao destino no fim da tarde. Com menos de 15 km fui o primeiro a comprar terreno. Como estava garoando, havia uma camada de barro por boa parte da estrada e a queda foi inevitável. Nem eu nem a moto ficamos com seqüelas... Alguns quilômetros após o susto, a estrada melhorou e o chuvisqueiro parou. Fizemos a primeira parada em um barzinho no meio do nada... Seguimos em direção à Água Fria (32 km de Planaltina de Goiás) onde iríamos abastecer os veículos. Ao aprontarmos para sair do posto, uma das motos (DR 650) não ligava e perdemos um tempinho tentando arrumar e depois dando tranco nela até que ela ligasse. Poucos km depois a moto parou de novo e gastamos mais um tempo para revivê-la...

Perto de 11:00hs ainda não tínhamos andado nem 60 km e um dos veículos começou a ferver. Depois de quase 1 hora esperando, resolvemos montar o acampamento para almoçar... Saímos em direção à Colinas do Sul, passando por vários córregos e lindas paisagens. Neste intervalo, o carro voltou a ferver e ele e mais um carro de apoio resolveram dar meia volta.

Ao chegar no primeiro rio (são 2), o primeiro companheiro a tentar atravessar já foi derrubado pela correnteza. Resolvemos atravessar as motos com o auxílio de um companheiro de cada lado. Dessa forma não tivemos mais baixas...Após todos atravessarem, o pessoal foi tentar ressuscitar a moto e depois de quase 2 horas concluíram que não deveríamos perder mais tempo e a moto foi para cima da caminhonete. De acordo com um morador do local (ajudamos ele a atravessar sua titan), não conseguiríamos atravessar o segundo rio pois ele estava muito cheio. Como já não dava pra voltar, resolvemos andar os 18 km até o outro rio para verificar a situação.

Saímos em 2 blocos (eu estava no primeiro), sendo que um de moto descolou do grupo por andar bem mais rápido que os demais. Córregos e buracos cheios de água apareciam toda hora. Nossas forças já estavam no limite. Neste percurso eu comprei meu segundo terreno.

Ao chegar no rio esse amigo tinha sido arrastado pela correnteza, conseguindo segurar a moto depois que ela desceu o rio por pouco mais de 20 metros...O nível do rio estava na altura da cintura. Conseguimos retirar a moto com uma corda e começamos a atravessar as motos com a ajuda de um pedaço de árvore e a corda. Depois de passar todas as motos do primeiro bloco, ficamos esperando o restante do pessoal. Depois de quase 2 horas esperando e sem sinal dos companheiros, um dos nossos amigos resolveu voltar para verificar o que havia acontecido...Quando o pessoal chegou ao rio já estava ficando à noite (19:30) e começamos a atravessar o restante das motos e os carros.

Um dos carros apagou no meio do rio e a caminhonete teve que rebocar. Mas quando isso foi feito o carro já estava cheio de água. Depois disso ele não ligou mais...

Quando fomos passar o último carro (doblò) ele ficou nas pedras e perdemos muito tempo para conseguir tirá-lo da beira do rio...Aconchegamos a outra moto na caminhote.

Quando conseguimos organizar para sair já estava muito tarde (22:00). O trecho tinha muitos buracos e todos cheios de água. Foi um trecho muito difícil de ser percorrido.

O primeiro bloco chegou em Colinas do Sul às 00:25hs. Conseguimos achar comida em um restaurante de uma moça muito simpática que também conseguiu que o dono do posto o abrisse para que pudéssemos abastecer as motos (o posto tinha fechado às 20:00). Eu e mais 2 amigos decidimos percorrer os últimos 100 km até chegar em Cavalcante já que o restante do pessoal desistiu da missão. Vale ressaltar que minha esposa e a esposa de um desses amigos, juntamente com 2 casais de moto, tinham ido de carro para Cavalcante e não existia nenhuma forma de comunicação para avisá-las que estávamos bem...

Conseguimos sair à 01:15hs e depois de vários buracos, cascalho e uma serra muito íngreme conseguimos chegar à Cavalcante às 4:10hs... Estávamos mortos de cansaço, mas muito felizes de ter chegado bem...

Demoramos mais de 20 horas para fazer o percurso mas valeu a experiência. Pelo menos conseguimos chegar.

Resumo da história: das 9 motos (éramos 10 mas uma das BMW 1200 já pediu arrego chegando em Água Fria e voltou pra casa), 6 pilotos compraram terreno e uma moto comprou mesmo sem o piloto (ela não conseguiu esperar e caiu sozinha mesmo) Destas, duas foram brincar de mergulho dentro do rio, claro que cada uma num rio diferente... Comprar terra é coisa do passado, o negócio agora é controlar o leito do rio para inaugurar hidroelétrica...Dos carros (6 no total), 2 desistiram e um foi treinar mergulho no segundo rio, sendo guinchado até Colinas do Sul. Graças a Deus ninguém saiu ferido.

No outro dia almoçamos um carneiro e saímos em direção à Brasília. No caminho, o nosso amigo Dave (BMW 1200) esqueceu de abastecer e ficou sem gasolina...Ainda bem que o tanque dela só cabe 33 litros... No mais, a viagem de volta foi tranqüila e em menos de 3 horas...

Muitos amigos ficaram enchendo nosso saco por termos resolvido chegar em Cavalcante mesmo com cansaço e um pouco de sono. Eu disse o que aprendi com uns amigos: Missão dada é missão cumprida...rsrsrs

Agora é descansar para começar a semana. Tomara que as dores musculares passem logo...

Espero demorar um pouco pra fazer outra dessa...



Ps.: Na viagem fomos agraciados pela BMW, através de seu piloto de testes DAVE, para presenciar, com exclusividade, o funcionamento de seu mais novo item de segurança, a ejeção eletrônica. Essa ideia irá revolucionar o mercado motociclístico. Vejam o funcionamento no primeiro vídeo, com direito à replay...rsrsrs




Saindo do Posto Flamingo

Murchando os pneus

Comprando Terreno

Pronto pra outra!



Água Fria/GO
Tentando ressucitar a DR
De novo!!!

Pausa para o almoço
Landau no Chão











Atravessando Rio - Parte 1


Ejeção Eletrônica com replay
video

video

Descanso Merecido
Desafogando a motoca





Outro comprando terreno

Treinando nado sincronizado



Atravessando Rio - Parte 2


Descanso Merecido 2

video

8 comentários:

  1. Japa.. show de bola o passeio.. eu te avisei que seria algo cabuloso porem inesquecivel.. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk quando vai ser o proximo???? abracs

    ResponderExcluir
  2. A experiência realmente foi inesquecível!!!

    Acho que vai demorar um pouco para ter outra dessas...rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Caraco!!!
    Isso sim que é passeio hein!!
    Que coragem, hehehe... Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, Fabiel...

    Mas não foi nada fácil...rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. A viragona nem pensar!!!! show de bola

    ResponderExcluir
  6. Acho que ela não ia dar conta não...rsrs

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Olá carlos! Parabéns pela aventura! ótimo relato! Eu e mais dois amigos estamos querendo percorrer esse roteiro que vc fez! gostaria de maiores informações como: mapa,dicas e se possivel coordenadas geograficas! meu email é arlifran@gmail.com
    agradeço desde já!

    ResponderExcluir
  8. Até no fim de semana eu te mando um email...Tenho o roteiro inteiro no GPS...

    Vc deverá ter cuidado se for nos próximos meses devido às chuvas...Os rios não são acessíveis nesta época do ano...

    ResponderExcluir